Selecionar e usar ISOs

Introdução

Mageia é distribuído através de imagens ISO. Esta página ajudará você a escolher qual imagem melhor atende às suas necessidades.

Existem duas famílias de mídia:

  • Instalador Clássico: A inicialização com esta mídia fornece a máxima flexibilidade para escolher o que instalar e como configurar seu sistema. Em particular, você tem a escolha de qual ambiente de "Desktop" instalar

  • Mídia LIVE: Esta opção permite que você experimente a Mageia sem precisar instalá-la ou fazer alterações no seu computador. Se a instalação for decidida, o processo é mais simples, mas você terá menos opções do que as oferecidas pelo instalador Clássico

Detalhes são fornecidos nas próximas seções.

Mídia

Definição

Aqui, um medium (plural: media em Latim) é um arquivo de imagem ISO que permite instalar e/ou atualizar o Mageia e, por extensão, qualquer suporte físico (DVD, pendrive, ...) para o qual o arquivo ISO é copiado.

Você pode encontrar a ISO Mageia aqui.

Classical installation media

Características comuns
  • Essas ISOs usam o instalador Clássico chamado drakx.

  • Eles são usados para executar instalações limpas ou para atualizar uma versão instalada anteriormente da Mageia.

  • Mídia diferente para arquiteturas de 32 e 64 bits.

  • Algumas ferramentas estão disponíveis na tela de boas-vindas: Resgatar Sistema, teste de memória, hardware ferramenta de detecção.

  • Cada DVD contém muitos ambientes de trabalho disponíveis e idiomas.

  • Você vai ser dada a opção durante a instalação para adicionar software non free.

Mídia Live

Características comuns
  • Pode ser usado para visualizar o sistema operacional Mageia sem ter que instalá-lo. Também pode ser usado para instalar o Mageia, se desejar.

  • Cada ISO contém apenas um ambiente de trabalho (Plasma, GNOME ou Xfce).

  • Mídia diferente para arquiteturas de 32 e 64 bits.

  • Os ISOs ativos só podem ser usados para criar instalações limpas, eles não podem ser usados para atualizar versões Mageia instaladas anteriormente.

  • Contêm software não livre.

Live DVD Plasma
  • Ambiente de trabalho de plasma apenas.

  • Todos os idiomas disponíveis estão presentes.

  • Arquitetura de 64 bits somente.

Live DVD GNOME
  • Ambiente Desktop GNOME somente.

  • Todos os idiomas disponíveis estão presentes.

  • Arquitetura de 64 bits somente

Live DVD Xfce
  • Xfce apenas ambiente de trabalho.

  • Todos os idiomas disponíveis estão presentes.

  • Arquitetura de 32 ou 64 bit.

Mídia de instalação de rede

Características comuns
  • São ISOs mínimos que não contêm mais do que o necessário para iniciar o instalador do "drakx" e encontrar o "drakx-installer-stage2" e outros pacotes necessários para continuar e concluir a instalação. Esses pacotes podem estar no disco rígido do PC, em uma unidade local, em uma rede local ou na Internet.

  • Essas mídias são muito leves (menos de 100 MB) e são convenientes se a largura de banda for pequena para baixar um DVD completo, ou se você tiver um PC sem uma unidade de DVD ou não puder inicializar a partir de um dispositivo USB.

  • Mídia diferente para arquiteturas de 32 e 64 bits.

  • Os primeiros passos são apenas em inglês.

netinstall.iso
  • Contém apenas software livre, para aquelas pessoas que preferem não usar software não-livre.

netinstall-nonfree.iso
  • Contém software não-livre (na maior parte drivers, codecs...) para quem precisa.

Baixando e checando Mídia

Baixando

Depois de ter escolhido o seu arquivo ISO, você pode baixá-lo usando "http" ou "BitTorrent". Em ambos os casos, você recebe algumas informações, como o espelho em uso e uma opção para alternar se a largura de banda for insuficiente. Se "http" for escolhido, você também verá algo sobre as somas de verificação.

"md5sum" e "sha1sum" são ferramentas para verificar a integridade do arquivo ISO. Escolha um ou outro e copie a soma de verificação para uso posterior. Então uma janela similar a esta aparece:

Selecione a opção "Salvar Arquivo" e clique em OK.

Verificar a integridade da mídia baixada

As somas de verificação mencionadas anteriormente são impressões digitais, geradas por um algoritmo, do arquivo a ser baixado. Você pode comparar a soma de verificação do seu ISO baixado com o da ISO do arquivo fonte original. Se as somas de verificação não corresponderem, isso significa que os dados reais nos ISOs não coincidem e, se for o caso, você deve fazer novamente o "download" ou tentar um reparo usando o BitTorrent.

Para gerar a soma de verificação para o seu arquivo ISO baixado, abra um terminal (não é necessário ser "root") e:

  • Para usar o "md5sum", na linha de comando do terminal, digite: md5sum caminho/para/o arquivo.iso.

  • Para usar "sha1sum", na linha de comando do terminal, digite: sha1sum camonho/para/o/arquivo.iso

Exemplo:

e compare o resultado (você pode ter que esperar um pouco) com a soma de verificação fornecida pela Mageia.

Queimar ou despejar a ISO

O ISO verificado agora pode ser gravado em um CD / DVD ou jogado em um pendrive. Esta não é uma operação de cópia padrão, pois uma mídia inicializável será realmente criada.

Gravando a ISO para o CD/DVD

Qualquer que seja o software que você usa, certifique-se que a opção para gravar imagem seja usada, e se os dados ou arquivos de gravação não estão corretos. Veja o wiki da Mageia para mais informações.

Despejar a ISO para um pendrive USB

Todas as ISOs Mageia são híbridos, o que significa que você pode 'despejar' los para um stick USB e usá-lo para inicializar e instalar o sistema.

Atenção

"Descarga" uma imagem em um dispositivo flash destrói qualquer sistema de arquivos anterior no dispositivo; quaisquer dados existentes serão perdidos e a capacidade da partição será reduzida ao tamanho da imagem.

Para recuperar a capacidade original, você deve refazer partição e reformatar o dispositivo USB.

Usando uma ferramenta gráfica do Mageia

Você pode usar uma ferramenta gráfica como IsoDumper

Usando uma ferramenta gráfica do Windows

Você poderia tentar:

Usando linha de comando dentro de um sistema GNU/Linux

Atenção

É potencialmente "perigoso" fazer isso manualmente. Você corre o risco de substituir dados existentes, possivelmente valiosos, se você especificar o dispositivo de destino errado.

  1. Abra um console

  2. Torne-se um usuário "root" (Administrador) com o comando su - (não esqueça o final '-')

  3. Conecte seu cartão USB (não montá-lo, isso também significa não abrir qualquer aplicativo ou gerenciador de arquivos que podem acessar ou lê-lo)

  4. Digite o comando fdisk -l

  5. Encontre o "nome de dispositivo" para o seu "stik" USB (por seu tamanho), por exemplo, /dev/sdb que, na imagem acima, é um "stick" USB de 8GB.

    Alternativamente, você pode encontrar o "nome de dispositivo" com o comando dmesg. No final deste exemplo, você pode ver o "nome de dispositivo" começando com sd. Nesse caso, sdd é o dispositivo real. Você também pode ver que seu tamanho é de 2 GB:

    [72594.604531] usb 1-1: new high-speed USB device number 27 using xhci_hcd
    [72594.770528] usb 1-1: New USB device found, idVendor=8564, idProduct=1000
    [72594.770533] usb 1-1: New USB device strings: Mfr=1, Product=2, SerialNumber=3
    [72594.770536] usb 1-1: Product: Mass Storage Device
    [72594.770537] usb 1-1: Manufacturer: JetFlash
    [72594.770539] usb 1-1: SerialNumber: 18MJTWLMPUCC3SSB
    [72594.770713] usb 1-1: ep 0x81 - rounding interval to 128 microframes, ep desc says 255 microframes
    [72594.770719] usb 1-1: ep 0x2 - rounding interval to 128 microframes, ep desc says 255 microframes
    [72594.771122] usb-storage 1-1:1.0: USB Mass Storage device detected
    [72594.772447] scsi host8: usb-storage 1-1:1.0
    [72595.963238] scsi 8:0:0:0: Direct-Access     JetFlash Transcend 2GB    1100 PQ: 0 ANSI: 4
    [72595.963626] sd 8:0:0:0: [sdd] 4194304 512-byte logical blocks: (2.14 GB/2.00 GiB)
    [72595.964104] sd 8:0:0:0: [sdd] Write Protect is off
    [72595.964108] sd 8:0:0:0: [sdd] Mode Sense: 43 00 00 00
    [72595.965025] sd 8:0:0:0: [sdd] No Caching mode page found
    [72595.965031] sd 8:0:0:0: [sdd] Assuming drive cache: write through
    [72595.967251]  sdd: sdd1
    [72595.969446] sd 8:0:0:0: [sdd] Attached SCSI removable disk
  6. Digite o comando: # dd if=caminho/para/arquivo/ISO of=/dev/sdX bs = 1M

    Onde X=seu "nome de dispositvo". Ex.: /dev/sdd

    Examplo: # dd if=/home/user/Downloads/Mageia-6-x86_64-DVD.iso of=/dev/sdd bs=1M

    Dica

    Pode ser útil saber que if significa input file (arquivo de entrada) e que of significa output file (arquivo de saída)

  7. Digite o comando: # sync

  8. Este é o fim do processo, e agora você pode desconectar seu pendrive.


CC BY-SA 3.0
loading table of contents...